Youtube: 3 truques que ninguém te conta!
Tecnologia: o lado bom, que ninguém vê
3 lugares para conhecer no estado de SP
textos-fics category image Textos e fics
Sobre a Coréia do Norte, o Big Brother, livros, filmes e o doido do Cid
31 de julho de 2014

nk
Que a Coréia do Norte é um país meio locão das dorgas controverso, isso todo mundo sabe… (Se você não sabe meu filho ou é porque você mora na Coréia do Norte, ou é porque você é burro vive alienado demais e tá precisando estudar!). Um país onde o “grande líder” é um cara morto há décadas, adorado mais que Deus e Satanás é uma junção de Japão e Estados Unidos.

Um país onde não existe livre acesso á internet, ninguém sabe ao certo se pode ou não pode ter telefone celular e só tem 2 ou 3 canais de tv, todos estatais e super controlados pelo governo. Um país onde NINGUÉM, isso mesmo, ninguém pode desligar o rádio, que repassa 24 horas de notícias que fazem uma lavagem cerebral anti Estados Unidos e pró Coréia do Norte, você pode no máximo abaixar um pouquinho o volume, de vez em quando… Um país onde as músicas e os livros e a escola só falam de coisas relacionadas ao governo e à grandeza de seus líderes, onde a história é distorcida, onde eles ganham jogos de futebol que nem sequer existiram, um país que não tá no street view do Google Maps, entre outras coisas que faz a gente se perguntar: Esse país existe mesmo?

Pra entrar na Coréia do Norte é uma burocracia sem fim (se você achou difícil seu visto pros Estados Unidos, tenta ir pra Coréia do Norte então e depois me conta, amigo!) e que, quando você entra eles simplesmente PRENDEM seu passaporte (o que é contra a lei, mas parece que na Coréia do Norte as leis e a história mundial são bem diferentes) e só devolvem quando você for sair, se você puder sair. E você só pode visitar o país na época do Arirang, um festival local mais bonito e complexo que a abertura das Olimpíadas. País que me dá um medo e uma curiosidade sem igual, porque gente, como pode existir um lugar assim em pleno 2014?

Sério, é coisa que eu só vi em filme, em livro, na ficção, mas não, existe, tá bem ali do lado do Psy (esse mesmo, do Gangnam Style!) e de vários sul coreanos gostosos super inteligentes e com uma das tecnologias mais avançadas do mundo. E do lado a China também, a caótica e contraditória China (se não fosse por eles eu não tava me matando pra aprender kanji x.x’)…

Bizarrices e mais bizarrices, eu tive o prazer, ou o desprazer, de mergulhar meu ano de 2011 em um intensivão sobre a Coréia do Norte… Por quê? Não sei, sou doida mesmo. Passei o ano assistindo todos os vídeos e lendo todas as notícias da Coréia do Norte que eu encontrava net a fora (faltou só entrar na deep web atrás de mais hahaha mas eu sou cagona) Acontece que, quanto mais eu lia, mais em dúvida eu ficava, afinal de contas, se a Coréia do Norte distorce a história mundial pros seus habitantes, quem diz que o “gigante capitalista” não distorce a história norte coreana pra nós, meros mortais? #TeoriaDaConspiração.

E dá medo, sério, dá MUITO medo… Pensar é algo que pode te matar de medo, por isso muita gente se esforça na política, nas propagandas e na mídia pra que as pessoas parem de pensar! Quem pensa é capaz de muita coisa, é capaz de revoluções…

Devaneios a parte, pra quem quer conhecer a Coréia do Norte um pouco melhor, recomendo o programa “Não Conta lá em Casa” e esse documentário da SIC sobre como as pessoas arriscam sua vida pra fugirem de lá…

Não achei o programa completo do Não Conta lá em Casa, mas segue algumas partes interessantes:

  • “Prisioneiros” na Coréia do Norte
  • Um Tour guiado pela Coréia do Norte
  • Um Arco do Triunfo maior que o de Paris
  • Fronteira proibida, mas nem tanto
  • Conversa difícil
  • Arirang: um espetáculo indescritível


São vídeos longos, veja quando quiser, tiver tempo e/ou paciência… Ou nem veja… (Mas se você não tem interesse, porque tá lendo o post até agora? hahaha)

Eeeenfim, como eu ia dizendo, em 2011 me joguei na Coréia do Norte e pesquisei tudo que podia e cada vez mais me impressionava e achava bizarro tudo isso…

E depois tomei vergonha na cara tive a chance de ler 1984, do George Orwell e o Farenheit 451, do Ray Bradbury…

1984 conta a história de um mundo controlado por um governo totalitarista, que controla as pessoas através da propaganda política, da distorção dos fatos e da história mundial (Coréia do Norte, oi!?) é uma verdadeira lavagem cerebral e quem não muda a mente por bem, muda por mal, através de perseguição e tortura…


(“Aquele que controla o passado, controla o futuro, aquele que controla o presente, controla o passado“)

É desse livro que vem a ideia do Big Brother, ou o “Grande Irmão”, ele é onipresente e governa, vigia e controla tudo e todos… (Sim, a ideia do programa saiu daí também e qualquer semelhança com o “Grande Lider”, creio eu, não é mera coincidência…). O livro é muuuito mais denso e tem MUITA COISA que eu posso apontar aqui que encontramos na Coréia do Norte, mas vou deixar que vocês mesmos leiam e descubram…

Farenheit 451 segue uma linha parecida… É um mundo onde as casas já são anti fogo e nada se queima, então o trabalho dos bombeiros ficou meio que obsoleto… Um governo controlador que usa a tv pra lavar a mente de seu povo decide então banir os livros… Sabe a ideia da rádio que não pode ser desligada na Coréia do Norte? Nesse livro a tv que não pode ser desligada e não temos o Grande Irmão, ou o Grande Lider, mas a Prima, que dita o que todos devem fazer…

Com o banimento dos livros, os bombeiros, que antes apagavam fogos e salvavam vidas, passam a ter o trabalho de incendiar livros encontrados em qualquer lugar, a qualquer hora e a “Prima” repete constantemente que livros são ruins e devem ser entregues e as pessoas que tiverem livros devem ser denunciadas.


(“Livros causam pensamentos perigosos. Para sua proteção entregue todos os livros para um bombeiro local para sua eliminação segura“)

Lavagem cerebral através de manipulação de notícias repetidas infinitamente, um “líder” que nem sequer existe de verdade (é virtual ou já está morto…) que tudo vê e a todos controla, proibição de leitura para controlar o “pensamento perigoso”… Tanta coisa que parece que é só na ficção né? Enquanto isso o povo sofre represálias, tortura, fome… Mas parece que ninguém se importa, que ninguém vê, que ninguém percebe… Porque todo mundo aceita o que lhe é ditado por aquele que detêm o poder… A ONU cansou de brigar com a Coreia do Norte por causa da fome no país… Mas os norte-coreanos que aparecem nas poucas reportagens que temos sobre o país sempre aparentam amar seu país e serem felizes… Aparentam… Porque se demonstrarem (ou perceberem que não é bem assim as coisas lá dentro né… Porque as vezes eu acho que eles nem percebem de tanta lavagem cerebral…) o contrário, sabe Deus o que pode acontecer com eles…

Dois filmes que me lembraram também o que acontece na Coréia do Norte foram Jogos Vorazes e Lego: O filme (sim, Lego! Já explico o porquê!)

Jogos Vorazes: Distritos que praticamente estão fora do mapa, pessoas morrendo de fome e um programa que coloca medo nas pessoas e ajuda o governo a controlar através do medo. Os norte-coreanos tem medo dos Estados Unidos, os vêem como um INIMIGO. Mais uma vez a mídia manipula o pensamento. Enquanto nos distritos as pessoas morrem de fome, na capital uns poucos comem até explodir e depois tomam remédio para vomitar e comer mais.

jg

Na Coréia do Norte uns poucos tem o privilégio de comer bem, como dá pra ver nos vídeos, os turistas tem vida de rei e comida em abundancia e atletas ou pessoas da “nata” da sociedade (que já é pequena no mundo “aqui fora”, lá então…) podem comer e desfrutar coisas de sabores que, acredito eu, os pobres mortais nem sabem que existem….

Lego: O Filme, apesar de ser um filme pra fazer rir, também fala de um governo manipulador, que usa a mídia pra ditar regras e comportamentos e pessoas que acham que são felizes com o que tem, até que começam a pensar de verdade… E se revoltam.

O Sr. Negócios manda nas pessoas sem que elas percebam, passando uma imagem de felicidade e mensagens de incentivo para que tudo continue na linha, seguindo as regras e perfeito, segundo o gosto dele, claro. As pessoas obedecem as ordens automaticamente, enquanto são vigiadas de pertinho por câmeras espalhadas pela cidade e cartazes e murais com a imagem do seu líder espalhando mensagens de incentivo para que cada um cumpra seu papel, obedeça e não mude nada.

lego-f

Na Coréia do Norte o que não falta são estátuas, murais, painéis, fotos e pinturas do Grande Líder, ele está onipresente carregando mensagens de como o mundo dele é lindo e todos devem ser gratos e felizes por tudo que ele fez pelo país e por seu povo.

E aí vocês me perguntam… Pra que esse post gigante sobre a Coréia do Norte, Aime? Tá obcecada de novo? Vai pra lá então!

Hahaha não sou tão doida assim, mas o que acontece é que o lindo do Cid, ele mesmo, do Não Salvo resolveu trollar o mundo e fez todo mundo (tipo todo mundo, todo O MUNDO meeesmo!) acreditar que a Coréia do Norte tava falando que ganhou a Copa do Mundo de Futebol de 2014, não que ela não fosse capaz de uma coisa dessas (falar que ganhou, porque ganhar já é ooooutra história né hahaha) ele fez tudo tão engenhosamente que só indo lá no post dele pra entender bem do que eu tô falando, mas resumindo, ele fez um vídeo fake num canal fake do Youtube que falava que a Coréia do Norte ganhou do Brasil de 8×1 na final da Copa desse ano… Tá que o Brasil fez feio, MUITO FEIO aliás, mas perder de OITO A UM pra Coréia do Norte? Pra Alemanha tudo bem né gente…

E ai eu voltei a pensar na Coreia do Norte e no perigo que foi essa brincadeira genial do Não Salvo! Porque MUITA gente engoliu. afinal de contas, é tanta manipulação de notícia naquele país que essa seria bem plausível…

Já pensou se estoura uma guerra por causa disso?

Com futebol, digo, com a Coréia do Norte não se brinca! hahaha Mas como ela ganhou do Brasil ninguém ligou muito pra isso… Se tivesse ganho dos EUA aí a coisa seria diferente… Acho eu…

 

Bom, é isso, por enquanto nenhum míssil enviado pra cá… Que continue assim… E eu continuo achando muito doido tudo isso…

Share

Post por: K-Chan Nhayök




3 Comentários em “Sobre a Coréia do Norte, o Big Brother, livros, filmes e o doido do Cid”


» Arquivos Novembro azul – Livros Azuis! – Klaryan.com 20-01-2015

[…] novo e a protagonista vai vivenciar uma revolução nesse mundo. Falei um pouco sobre o livro/filme aqui nesse post e o filme da parte um desse livro saiu esse […]

| Responder
Ohara 11-07-2015

Impocível não ler esse post, quando eu vi o título dele fiquei numa curiosidade de ler, eu entrei e fiquei em-pre-cio-na-da com tudo isso&eu nunca que
quero ir na coréia do norte! kkkkk& mais o cara do não salvo esagerou, né’falar q a coréia ganhou a copa ae ja é tipo, ele é a favor da Coréia ou, é
um alienado, vai-se la saber, né? e a gente fica aqui, achando um absurdo.o q me preocupa agora.é o terrorismo.nessa época a gente tava bem.agora com
essa história do estado islâmico.temos, é que torcer pra q nem uma guerra ou coisa do tipo venha parar por k.se não a gente ta “lascado” como dizem na
linguagem popular: ..
Eu nem vi vc falar do bbb aqui: risos: so ficou no título:
Nem vou mandar bj agora, deixa pra próxima! rsrsrs.

| Responder
K-Chan Nhayök 11-07-2015

o big brother nasceu do livro do george orwell, 1984!!!

Eu sou mtoo curiosa sobre a coreia do norte, apesar de toda a ditadura e tdo mais, eu queria um dia ir pra la! :p

beeeijos

| Responder

Comentar






*Para que sua foto apareça aqui é necessário que você tenha uma conta no Gravatar.
*Sem spam e sem xingamentos nos comentários.