Feliz dia seu, papai…
Youtube: 3 truques que ninguém te conta!
Tecnologia: o lado bom, que ninguém vê
intercambio-viagens category image Intercâmbio e Viagens
3 lugares para conhecer no estado de SP
6 de outubro de 2016

No post de hoje apresento 3 lugares incríveis do interior paulista para você conhecer assim que puder! E o melhor: dois deles são bem pertinho, dá até pra fazer um bate-e-volta de fim de semana ♥

Brotas

brotas - 3 lugares para conhecer em SP

Pertinho aqui de Rio Claro/SP – e da capital também!-, Brotas é um dos lugares ideais para quem ama aventura, natureza e esportes.



Lá você pode fazer caiaque, arborismo, tirolesa e tudo o que seu espírito aventureiro pedir, além de curtir as paisagens mais bonitas e naturais que você vai encontrar no estado de São Paulo.

Holambra


Holambra/SP é uma daquelas cidade que te faz sentir que viajou para outro país, mais especificamente, para a Holanda, mas sem aquele cheiro ruim do lago de Amsterdã.

Conhecida como a cidade das flores, é um ótimo destino para uma passeio bate-volta ou uma lua de mel curtinha e super romântica ♥

Presidente Prudente

Cidade da Criança - 3 lugares para conhecer em SP

Em Presidente Prudente/SP você encontra a Cidade da Criança, um lugar incrível que é, ao mesmo tempo, planetário, parque aquático, zoológico e parque ecológico!

Um lugar para levar a família inteira e se divertir muuuuito! ♥♥♥

Você conhece algum desses 3 lugares? Me recomenda mais algum? 😀

Share

Post por: K-Chan Nhayök


pessoal category image Pessoal
A saga da minha tatuagem
29 de setembro de 2016

Ano passado tomei coragem e fiz minha primeira tatuagem – e única, porque olha, doeu demais hahaha -. O Júnior pegou um trabalho de pintura para um estúdio de tatuagem em Assis e eu acabei fazendo por lá, ele me deu a tatuagem de presente!

Infelizmente a “primeira versão” não ficou muito legal, desbotou e me deixou bem triste, mas aí eu a refiz em outro estúdio, em Assis mesmo, e o resultado final foi esse:
tatuagem
Um infinito, com o nome do meu filho, uma reticências e, na outra ponta, uma patinha de cachorro, ao lado do pulso, no braço direito.

Eu sempre tive medo de agulhas, então achei que nunca seria capaz de suportar a dor de uma tatuagem, mas até que foi mais tranquilo do que eu esperava, tanto que tive coragem de retocar hahaha Mas se é pra ter algo em meu corpo pro resto da vida, tem que estar do jeito que eu queria, não é verdade?

Foi muito difícil tomar coragem para fazer essa tatuagem, além da religião, minha mãe também não gostava muito da ideia e eu odeio fazer algo que sei que ela não gostaria que eu fizesse. Porém… O Júnior tinha 2 tatuagens e vivia me encorajando, além de ser algo que eu sempre pensei em fazer… A meta da tatuagem já estava nas minhas 101 coisas em 1001 dias, mas sempre foi a que eu dei a menor importância.

tatuagem

O infinito sempre teve um significado muito especial pra mim e a reticências é o sinal gráfico que mais uso em meus textos, ambos significam continuidade e é isso que a vida é, uma sequência de continuidades, meu filho e cachorros são as coisas que eu mais amo na vida e tenho certeza que nada nunca apagará esse amor de mim, por isso os incluí na tatuagem! ♥

Não pretendo fazer outras nunca, mas a gente nunca sabe né? Mas no fim das contas eu gostei muito dessa e queria compartilhar com vocês um pouquinho das loucuras que fiz nesses dois anos que estive longe do blog!

Share

Post por: K-Chan Nhayök


estudos-profissoes category image Estudos e profissões
Sucesso aos vinte e poucos anos…
22 de setembro de 2016


O papo da vez é sobre os jovens que atingem um sucesso tão grande aos vinte e poucos anos que se tornam milionários.

Não estou falando daqueles como a Taciele Alcolea, que mal sabia o que estava fazendo quando começou, mas por amor ao que faz acabou indo longe e hoje é referência no mundo youtuber, por continuar sempre com seu bom trabalho.

Me refiro mais aos jovens estilo a polêmica Bel Pesce, o contraditório Mark Zuckerberg e muitos outros que “conquistaram” o Vale do Silício com suas ambições, conseguindo poder e status. (Vamos desconsiderar aqui a polêmica que envolve Bel Pesce, porque meu foco é outro.)

Nunca antes no Brasil se viu tanta pressão para que, aos dezessete anos, você já saia do Ensino Médio focado em seu futuro brilhante. Trabalhar de carteira assinada é quase uma vergonha, você precisa “empreender”, trazer ao novo ao mundo, gastar sua energia e sua juventude trabalhando em algo inovador, algo que prove que você não veio ao mundo “só de passagem”, algo que deixe a sua marca e torne seu nome conhecido (e não necessariamente algo que você ame, embora tentem te convencer que você ama SIM o dinheiro, o sucesso e a fama).

Entrar e sair todo dia de um escritório não é uma opção. Nem mesmo passar em um concurso público, tão sonhado pelos nossos pais, tem chamado mais a atenção dessa nova geração. Não querem ser funcionários atrás de um balcão. Estão dispostos a investir tudo o que não têm para abrir grandes negócios de sucesso (e aí começam a trabalhar na ilegalidade por não terem condições financeiras de abrir uma empresa e arcar com seus encargos, utilizam de crédito fácil, emprestando dinheiro que sequer sabem se terão como pagar, contratam funcionários sem registro – que normalmente são jovens com ambições enormes, mas um pouco mais de juízo para não começarem a se meter em dívidas monstruosas – e dão o nome de “colaboradores”).

Vivemos em um mundo onde ter sucesso é estar afogado em dívidas aos vinte e poucos, para se tornar milionário aos vinte e cinco. E se você não for milionário, querido, você falhou miseravelmente e terá que trabalhar para um…
drake-rich-sucesso

Inclusive, para chegar lá, você pode até pular a faculdade. Quem precisa de ensino formal para empreender? Empreender é um negócio de alma, você só precisa descobrir do que o mercado mais precisa e se tornar o fornecedor. Só é necessário ter UMA ideia brilhante, o ensino formal não te prepara para isso, lá eles discutem ideias brilhantes de outras pessoas, você precisa da SUA ideia brilhante para conseguir chegar ao sucesso. Você não quer discutir os outros em sala de aula, você quer SER discutido em sala de aula.
Freaking-genius-sucesso

Para chegar lá, os jovens se submetem a longas jornadas de trabalho que são extremamente cansativas e mal pagas, altas doses de cafeína, pouco convívio social, sacrificam relacionamentos amoroso, familiares e até mesmo os amigos são deixados de lado quando não compactuam com esse estilo de vida. Fazem do trabalho suas vidas, produzindo conteúdo sobre coisas que eles acham que entendem, a fim de se tornarem conhecidos no meio em que querem entrar.

Já notaram como esses livros escritos por jovens de sucesso são sempre “mais do mesmo”? Eles dizem inovar, mas na verdade só reproduzem com outras palavras o mesmo discurso otimista de corra atrás de seus sonhos, para encobrir o lado negro da caga horária extensiva, das dívidas, dos sacrifícios que fazem contra si mesmos e da falta de conhecimento teórico sobre o que estão fazendo. Tudo segue um padrão: eu li O Segredo, fui iluminado por uma verdade irrefutável, corri atrás dos meus sonhos, vi oportunidades onde todos viam dificuldades, vi desafios onde todos viam riscos, me sacrifiquei e hoje estou aqui, ensinando vocês a serem como eu.

Mas eu não estou falando aqui para você seguir ou não essa vida, eu só estou tentando dizer que…

A felicidade e o sucesso significam coisas diferentes para pessoas diferentes.

Tá tudo bem se você quiser trilhar esse caminho, mas saiba que ele pode não te levar até onde você pretende chegar. E pode te afastar de pessoas que você ama, pode te frustar e você precisa ser avisado sobre isso antes de se jogar de cabeça. Não é uma vergonha você não ter casa, carro e uma conta gorda no banco aos vinte e cinco anos de idade, vergonha é você fingir que tem tudo isso e passar a perna em outras pessoas para tentar chegar lá. Por isso tenha calma, não queira ser o Mark Zuckerberg, a história dele não é bonita, é uma história de um garoto ambicioso que não sabia quando parar e passava por cima das pessoas e até dos amigos para conseguir o que queria.

E você não precisa ser um expert em tudo, não precisa de trinta diplomas igual a Bel Pesce, você pode ter só um, pode querer ser um jovem prodígio no Vale do Silício, um empresário, um professor, dentista ou veterinário, tanto faz, desde que isso te faça feliz de verdade.

Você pode ser feliz com uma mansão ou com um apartamento. Você pode ser feliz viajando ou comprando roupas, o importante é não viver de aparências, não se desesperar com cobranças de uma sociedade que mal sabe o que tá fazendo. Você não precisa ter tudo ao mesmo tempo. E você pode ser feliz também sem nada, caso queira.

É muito mais sucesso fechar o mês com todas as contas pagas, do que sendo citado pela Forbes enquanto cortam sua água por falta de pagamento – e eu conheço muita gente assim!
É muito mais legal estar na festinha de aniversário do sobrinho, com 300 reais na sua conta para passar o mês, do que estar em um coquetel de lançamento da Apple, pensando em como vai fazer para quitar a dívida do cheque especial.

Você não precisa de sucesso aos vinte e cinco anos se for um sucesso de aparência. Você tem a vida inteira para correr atrás dos milhões e existem vários caminhos para se chegar até eles. Alguns demoram mais, mas evitam muitos sustos e funcionários te processando por falta de pagamento.

Share

Post por: K-Chan Nhayök