5 dicas surreais para ler mais

Yay! Esse post foi escrito com todo o carinho pelo Yuri, aqui pro Klaryan.com! Espero que gostem!!!

A vida multifacetada dos estudantes, que normalmente trabalham, estudam e em algumas ocasiões frequentam ambientes etílicos de divagação e promiscuidade, esta sujeita a pressão acadêmica da acumulação do conhecimento, seja por meio de aulas, artigos e inúmeros livros, descritos em listas insensatas de leituras complementares e “obrigatórias”. A essas leituras, se impõe a preguiça, tornando um livro texto de cálculo um passeio de poncho no pântano, drenando suas energias em cada linha, e enquanto você se afunda tem a certeza que seu professor desbrava o atoleiro como um hovercraft. Para tantos outros sentimentos que estorvam uma prática sadia de leitura, existem estratégias úteis que melhoram seu desempenho e rendimento como leitor, seja você aquele que busca entesourar-se de informações, ou quer apenas o deleite e a contemplação de calhamaços mas não tem tempo. Neste post teremos algumas sugestões que vão lhe tornar um atleta da leitura.

Escarafunchando na internet encontrei as seguintes dicas para ler livros difíceis:

  • Conheça o seu inimigo

A leitura se torna algo enfastioso quando se é feito por obrigação, mas para vencer a barreira da incoerência é necessário saber o mínimo sobre o que se quer aprender. Antes de começar a atravancar o banhado léxico, leia uma boa Wikipédia, pesquise o título no Google, leia o sumário, o versículo, o prefácio, algum comentário sobre o livro. Essa sondagem nos dá a dimensão da obra, limitando o problema podemos encontrar a melhor forma de aborda-lo, e entender o que conteúdo se obterá em cada parte.

  • Planeje sua vitória

Assim como um atleta que treina diariamente, cuida do corpo, e possuí um calendário de objetivos, uma mente vigorosa também requer atenção, mesmo que o resultado não possa ser visto no espelho, e nem ser empapado com óleo para competições de corpos hercúleos. Faça o calendário de quantas páginas pretende ler, se o livro tem 400 páginas, lendo 20 por dia, em 20 dias se alcança o objetivo. Podendo ainda aumentar o ritmo, ou diminuir, de acordo com sua disposição e necessidade.

brain_exercise

  • Levante postos avançados

Em uma batalha é importante ter conhecimento dos terrenos conquistados, por isso registrar suas façanhas, em forma de resumos ou esquemas, ajudará o general cérebro a planejar seus próximos ataques. Se aventurar dentro de linhas inimigas pode ser muito arriscado, pois pode acabar desmotivado, mas para sondagem do que virá em seguida é sempre útil. Então, nunca deixa de relembrar os capítulos e partes já lidas, evitando assim a retomada constante de assuntos que deviam estar dominados.

  • Um barzinho, seu livro e as cervejas

Aproveite o mundo ébrio dos estudantes para discutir suas ideias, em lugares que propiciem a conversa e com pessoas adequadas, comente com seus amigos de forma descontraída sobre o que esta lendo. Mesmo que seus amigos não queiram discutir Kant enquanto o estabelecimento esta fervilhando de tensões sexuais, use o poder da cerveja para lhe dar uma visão mais imaginativa e expositiva sobre suas concepções parciais. A cerveja estimula a criatividade enquanto que o cafezinho aumenta a atenção.

beer-and-book

  • Negative-world dos textos

Para muitos brasileiros compreender outras línguas é algo exótico, especialmente quando o assunto são livros técnicos, se és conhecedor de outros idiomas isto pode ser uma vantagem ao passar por interpretações difíceis, armadilhas lógicas e etc. No vasto e lindo mundo do compartilhamento P2P, os livros em inglês (ou outras línguas) podem ajudar a vingar uma ideia ligeiramente diferente da traduzida. Portanto, sempre diversifique as fontes de pesquisa para ideias que não foram bem compreendidas.

Share
Post por:

Uma resposta

  1. não é nada facil manter um foco num texto chato e nem é pelas palavras chatas sei la… acho que ler um texto obrigado nunca é facil…

    vou concordar com os meninos ler num bar e discutir bebado deve ser mais facil mesmo! vou tentar

    ps: MJ ajuda a ter ideias tb rsrsrs mas sem apologia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Para que sua foto apareça aqui é necessário que você tenha uma conta no Gravatar.
*Sem spam e sem xingamentos nos comentários.

Ver mais...

Tchau 2016!

2016 não foi um ano fácil, tirando o ano da minha gravidez me arrisco a dizer que 2016 foi o segundo pior ano da minha

Share
Read More »

A saga da minha tatuagem

Ano passado tomei coragem e fiz minha primeira tatuagem – e única, porque olha, doeu demais hahaha -. O Júnior pegou um trabalho de pintura

Share
Read More »

Aime Reis

Aime, ou Klaryan, ou K-Chan. Você escolhe.
30 anos, cidadã do mundo, que viaja sozinha desde os 17.
Formada em Letras (português, japonês e espanhol), quase poliglota, professora, escritora, produtora de conteúdo e designer sempre que pode.
Apaixonada por academia, pelo inverno, por seus cachorros Yuki, Dudu, Jade e Chico, por seu filho Kauã e seu filho Pedro, canecas, Harry Potter, cultura japonesa, tomar açaí na tigela, sorvetes com “cor de veneno“, ler e escrever.

O que você quer ler?

Categorias

.

Me siga por ai...